A Servidão Moderna

Padrão

Ótimo vídeo sobre o sistema vigente, vale muito a pena, sugiro assistir por partes para melhor entendimento:

A servidão moderna é uma escravidão voluntária onde não há o chicote, mas há o desejo do consumo. Não há cafezal ou fazenda, mas há o trabalho alienante do chão de fábrica, do escritório ou do shopping. Não há o senhor do escravo, porque contrariamente aos escravos da Antiguidade, aos servos da Idade Média e aos operários das primeiras revoluções industriais, estamos hoje frente a uma classe subserviente, só que não sabe, ou melhor, não quer saber. Esse documentário francês revela o que há de mais lamentável na sociedade moderna, a saber: a servidão voluntária que acontece a margem do entendimento e da consciência humana. Documentário, 2009, 52 min.; COR. Direção: Jean-François Brient e Victor León Fuentes

Anúncios

Sobre Sergio Rizo

Geógrafo (USP,2003), Mestre em ciências para integração da América Latina (USP/PROLAM, 2012 - Pesquisa de Mestrado: "Estudo comparativo da mídia exterior de São Paulo e Buenos Aires (Link para baixar este estudo: http://migre.me/gslqm) Pesquisador de temas relacionados a publicidade ao ar livre, intervenções urbanas, comunicação e comunicação na América Latina. Diretor da empresa RS Projetos (desde 2002). Atua na coordenação de projetos. - Autor do livro: "A mídia exterior na cidade de São Paulo" (2008); - Professor Nível Superior de Geografia UNIESP: Teoria e Método em Geografia, Introdução a Geografia Brasileira e Geografia Agrária (2012 - atual); - Doutorando em Geografia Humana pela USP (2013).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s